Senador Marcos Rogério diz que DEM terá candidato a prefeito em Porto Velho. Veja quem é!

O senador Marcos Rogério (DEM) apresenta Dr. Fabrício como pré-candidato a prefeito de Porto Velho

Hildon Chaves, prefeito de Porto Velho, anda dizendo por aí que não é candidato à reeleição. Se esse fato realmente ocorrer, muitos nomes vão aparecer na disputa pela prefeitura de Porto Velho. O senador Marcos Rogério, já afirmou que o DEM (partido que ele preside em Rondônia) tem pré-candidato a prefeito na capital. Será o seu adversário na última eleição, Fabrício Jurado que trocou o partido Novo para se filiar ao partido do senador mais votado de Rondônia, nas últimas eleições.

O senador Marcos Rogério precisa mudar a história do desempenho eleitoral do DEM na capital. O partido não fez vereador nas últimas eleições. Até o momento não têm lideranças consolidadas em Porto Velho. Tudo pode mudar nestas eleições de 2020.

Fabrício é nascido em Porto Velho. É advogado e tem um programa de televisão, uma vez por semana na TV Allamanda (SBT). Como advogado, não é popular, porém tem feito o dever de casa, tem andado bastante pela zona Leste e zona Sul da cidade. É conhecedor dos problemas que passam as pessoas destas regiões.

Além de andar pela cidade e atuar em casos sociais, Fabrício tem se especializado em gestão pública. O advogado não tem expressão política, porém, seria ele o cara certo, no lugar certo, com pessoas certas e no partido certo? É aguardar para ver.

Dr. Fabrício pode ser ainda o vice de Hildon Chaves, caso o tucano decida disputar a reeleição. O casamento entre PSDB e DEM já é dado como certo. Falta escolher a noiva, no caso, o vice. Hildon não teve sorte na escolha de Edgar do Boi, quando concorreu e venceu as eleições. Logo que tomaram posse vieram as delações da Lava Jato que comprometeram Edgar do Boi. Hildon mantém o seu vice longe da prefeitura.

Marcos Rogério obteve 324.939 votos totalizados (24,06% dos votos válidos) e foi eleito Senador em Rondônia. Antes exerceu mandato de vereador em Ji-Paraná e foi eleito duas vezes deputado federal por Rondônia. Sua carreira iniciou-se no PDT e depois herdou o DEM que tinha como maior cacique o ex-governador José de Abreu Bianco.

Fonte: Alessandro Lubiana
Rondônia Digital