Semagric mostra avanços na preservação e produção rural

Na data em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, neste 5 de junho, a Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento tem importantes pontos para relacionar, em alusão a preservação ambiental com o crescimento da agricultura e pecuária no município.

Para o secretário Luiz Cláudio da Agricultura, o programa de incentivo à mandiocultura é um dos mais importantes, já que recupera áreas degradadas, aumentando produção sem desmatamento.

“Nesse último ano passamos de dois mil hectares reaproveitados com sucesso”, diz o Secretário, destacando também incentivos a projetos consorciados lavoura/pecuária e programas agroflorestais que melhorem a agricultura familiar.

O programa Mel do Porto, consideramos de elevada importância ambiental, já que as abelhas são importantes no ciclo de qualquer lavoura. Sem abelhas não existe produção rural”, ressalta Luiz Cláudio da Agricultura.

Luis Cláudio fala também sobre o trabalho realizado na preservação das matas ciliares e das nascentes em todas as regiões do município, também importante para o meio ambiente e produção. A regularização ambiental, de depende de legislação estadual, ajudaria sobremaneira tanto na preservação do meio ambiente quanto na dinâmica das boas práticas e aumento de produtividade.

“Da nossa parte existe uma preocupação conjunta para que possamos aumentar produção rural sustentável e estamos obtendo êxito no aumento da produtividade, principalmente dentro da agricultura familiar, tornando Porto Velho autossuficiente na produção, por exemplo, de frutas, legumes e verduras”, aproveitando o momento para fazer considerações sobre a proximidade da temporada de queimadas.

“O produtor rural deve evitar queimar, principalmente quando se trata de pequenas áreas. O trabalho de limpeza de área e mecanização e correção do solo, serviço que a Semagric disponibiliza ao pequeno produtor, torna desnecessária a queimada. Quando é extremamente necessário, o produtor deve procurar orientação adequada para evitar acidentes”, disse Luiz Cláudio da Agricultura.

Fonte:Comdecom