Justiça

NOTA DE REPÚDIO DOS DELEGADOS DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DE RONDÔNIA

sábado, 19 de março de 2016
Os Delegados de Polícia Civil do Estado de Rondônia, representados pela Associação dos Delegados de Polícia Civil – ADEPOL e pelo Sindicato dos Delegados de Polícia Civil- SINDEPRO, vêm a público manifestar completa indignação com os trechos revelados pela imprensa, de verdadeiro atentado contra a nação brasileira e às instituições democráticas  constituídas, responsáveis pela persecução penal, que revelaram indícios veementes de uma organização criminosa instalada no coração da República Federativa do Brasil e repudiam, em destaque,  a conversa havida pelo o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, quando claramente revelava tratativas sobre o Subprocurador-Geral da República, Eugênio de Aragão, nomeado recentemente para ocupar o cargo de Ministro das Justiça, com a finalidade que este interferisse nas investigações da Polícia Federal e assumisse “papel de homem”.
          Como Delegados de Polícia de Carreira, responsáveis nos termos do artigo 144 da Constituição Federal pelas investigações de infrações penais, sabemos da importância vital para uma sociedade democrática, que tal função seja exercida sem qualquer influência política, sem ameaças institucionais, sobretudo como fato em tela, inclusive realizadas com palavras de baixo calão, demonstrando um desprezo que atinge  toda a classe dos Delegados de Polícia, de maneira geral e impactam da pior forma possível os anseios da sociedade brasileira por um país justo e de instituições sólidas.
            Dos referidos diálogos restou clara a intenção da cúpula central do governo federal de nomear um Ministro da Justiça para “controlar” as ações da Polícia Federal, nivelando por baixo a atuação do cargo e assim refletindo, mesmo que indiretamente, no agir de todos os Delegados de Polícia do País.
            Desta forma, os Delegados de Polícia Civil do Estado de Rondônia, através da ADEPOL e do SINDEPRO,  aderem à nota de repúdio da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ANDPF) e conclama toda a sociedade para que defendam as instituições constituídas, responsáveis pela persecução penal no país, solicitando em destaque cabal apoio para que seja implementada de forma rápida  a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 412/2009, que estabelece a URGENTE AUTONOMIA PARA A POLÍCIA FEDERAL, a fim de que a instituição continue, independente de qualquer governo, a serviço unicamente da SOCIEDADE BRASILEIRA, no combate à corrupção e às organizações criminosas em todos os níveis, bem como, em complemento, roga que essa autonomia seja ampliada nos Estados Federativos, para todas as Polícias Judiciárias Civis no País, para que tenhamos cada vez mais Delegados de Polícia, necessariamente juristas e concursados que são, fortalecidos e atuando de forma independente,  livres de quaisquer possibilidades de influências políticas nas conduções das investigações.
Publicidade
Publicidade

Enquete

Qual sua opinião sobre a PEC 241, que limita os gastos do Governo Federal ?

Ver resultados

Loading ... Loading ...

Populares do mês

Publicidade

Fale com o Rondônia digital

para rondodigital@gmail.com