Take a fresh look at your lifestyle.

Segurados são dispensados da perícia médica presencial

Medida vale para auxílio-doença, aposentadoria por invalidez e BPC

***ARQUIVO***PORTO ALEGRE, RS, 25/08/2018: Fachada do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) em Porto Alegre (RS). (Foto: Evandro Leal/Agência Freelancer/Folhapress)

Foram anunciadas, nesta quinta-feira (19/03), novas medidas em função da pandemia do coronavírus no Brasil. A partir de agora, o INSS, em conjunto com a Perícia Médica Federal, dispensará o segurado da necessidade de comparecer em uma agência para a perícia médica presencial. Dessa forma, os segurados que fizerem requerimentos de auxílio-doença, aposentadoria por invalidez e Benefício de Prestação Continuada (BPC) para pessoa com deficiência devem enviar o laudo médico pelo Meu INSS, aplicativo ou internet. O ato que oficializa tal medida será publicado amanhã em Diário Oficial.

Após o upload do laudo, o documento será recepcionado pela perícia médica, que fará a devida análise do requerimento. A medida acelerará o processo de análise e evitará que milhares de pessoas se desloquem para uma agência. Vale destacar que, quem já fez o requerimento, basta enviar o laudo pelo Meu INSS.

Com a medida, o INSS reitera que as agências estarão abertas apenas para auxiliar segurados que tiverem dúvidas quanto ao procedimento virtual e acesso ao Meu INSS, estando assim suspenso qualquer requerimento e atendimento presencial até abril, podendo ser prorrogado.

Vale lembrar que todas as medidas também se estendem ao segurado que tenha a covid-19, ou seja, em caso de requerimento do auxílio-doença, todo o processo deve ser virtual.

Os segurados que aguardam a análise do BPC (para pessoa com deficiência) também poderão receber um adiantamento de R$ 200, ou seja, com a medida, há a possibilidade de zerar a fila de requerimentos desse benefício, que hoje é de cerca de 470 mil à espera de análise. Contudo, a medida, para ser implementada, precisa de aprovação de projeto de lei que será enviado ao Congresso Nacional.

Outra medida que visa à segurança dos segurados é suspender a necessidade de cadastro no CadÚnico para receber o BPC.

Com todas essas medidas, o INSS, além de garantir a saúde dos segurados, que não precisarão mais ir às agências, pretende agilizar a análise dos requerimentos, uma vez que servidores que foram retirados do atendimento ao público serão realocados para a análise de requerimentos. O INSS espera que, nos próximos dias, grande parte dos servidores já estejam trabalhando na análise, de forma remota. Nesse regime de teletrabalho, cabe destacar, há metas de desempenho a serem cumpridas, o que garantirá ao segurado maior agilidade na análise dos requerimentos.

 

Comentários
Carregando...