Estado, Saúde

Servidores estaduais de saúde fazem paralisação por 2h em Cacoal, RO

quarta-feira, 11 de maio de 2016

 

Servidores da saúde que prestam serviços no Hospital Regional de Cacoal (HRC), a 480 quilômetros de Porto Velho, paralisaram as atividades por cerca de duas horas na tarde desta segunda-feira (9), em protesto pela valorização salarial da classe. Segundo representantes da categoria, os salários estão defasados desde 2012 e, por isso, pedem reajuste salarial de 30% e de 154% na gratificação. Após o manifesto, os trabalhadores retomaram às atividades.

De acordo com Mirtes Feitosa Flávio Leite, presidente do Sindicato dos Profissionais de Enfermagem do Estado de Rondônia (Sinderon), os servidores cobram do governo do estado um reajuste salarial de 30% e aumento de 154 % na Gratificação de Atividade Específica (Gae). “Em março, o governo nos propôs esse reajuste no salario e na Gae, só que na segunda reunião ele recuou dizendo que tinha feito impacto na folha, por isso a fim de mobilizar os servidores de seus direitos começamos essa paralisação no Hospital de Base, depois fomos para o Cemetron e finalizamos aqui em Cacoal”, revelou.

Ainda segundo Flavio Leite, o governo convocou os representantes da categoria para uma reunião nesta terça-feira (10), em Porto Velho. “Acredito que eles vão sinalizar um acordo, mas o sindicato não mão da primeira proposta que é de 30% nos vencimentos e 154% na Gae”, apontou.

A técnica de enfermagem Aline Emília Toledo diz que além do da defasagem do salário, o quadro de servidores também é bastante reduzido. “Faz muito tempo que a gente não um amento de salário e ainda muitas vezes temos de realizar outras tarefas devido à falta de servidores. Assim a gente acaba ficando desmotivado para trabalhar”, relatou.

O diretor do diretor do Complexo Regional de Saúde em Cacoal, Marco Aurélio Vasquez, a manifestação aconteceu dentre da legalidade e não interferiu no funcionamento do hospital. “Dentro um sistema democrático é livre a manifestação por direitos, porém não sei como anda as negociações deles com o governo do estado”, aponta.

Autor: Rogério Aderbal

Fonte: G1

Publicidade
Publicidade

Enquete

Qual a sua opinião sobre o porte de armas de fogo?

Ver resultados

Loading ... Loading ...

Populares do mês

Publicidade

Fale com o Rondônia digital

para rondodigital@gmail.com