PRONATEC

Orçamento 2016 traz cortes no Pronatec e Ciência Sem Fronteiras

terça-feira, 8 de setembro de 2015

O Bom Dia Brasil fala agora sobre os cortes em dois programas considerados prioridades pelo governo: o Pronatec e o Ciência Sem Fronteiras vão ter só metade da verba previsto para o ano que vem. O Orçamento ainda vai ser votado pelo Congresso.

Dizem que a esperança é a última que morre, mas fácil não está não. Na teoria o Congresso pode modificar o Orçamento enviado pelo governo. A questão é que, para fazer isso, precisa indicar novas fontes de arrecadação. E é justamente aí que está o problema.

É o sonho de quase todo estudante universitário: fazer intercâmbio numa faculdade fora do país.

Camilo Kleiton já entrou no curso de engenharia de produção pensando nisso. Quer uma bolsa do programa Ciência Sem Fronteiras.

“Faz toda a diferença, a experiência, laboratórios de ponta, professores excelentes, essa experiência de abrir as portas para o mundo, principalmente para quem não tem condição de ir, é muito importante”, diz o estudante.

É, mas vai ser difícil realizar esse sonho este ano ou no ano que vem.

Por falta de dinheiro, o governo está mudando as metas do programa Ciência Sem Fronteiras. O orçamento do programa para 2016 é de R$ 2,1 bilhões. A metade do que estava previsto para este ano.

O dinheiro vai dar para bancar as despesas dos bolsistas que já foram selecionados, embarcaram ou estão com viagem marcada para os próximos meses.  Mas, pelo menos por enquanto, novas oportunidades estão suspensas.

Para o desespero da Natália Fidelis, estudante de biologia da Universidade de Brasília: “Eu tinha todos os planos feitos. É muito ruim você ver que, quando chega sua vez, você não pode ir. Essa oportunidade foi congelada”.

Os investimentos no ensino técnico também vão encolher. E muito.

O orçamento do Pronatec, o programa voltado para o ensino técnico e profissional, deve cair para menos da metade no ano que vem. E olha que essa foi uma promessa de campanha da presidente Dilma.

A proposta de Orçamento para 2016 – que chegou ao Congresso na semana passada – prevê R$ 1,6 bilhão contra R$ 4 bilhões previstos para este ano.

O Ministério da Educação diz que o Pronatec vai abrir 1,3 milhão de vagas este ano e mais 5 milhões entre 2016 e 2019.

Mas a meta anterior do governo era abrir 12 milhões de novas vagas até 2018.

O relator do Orçamento na Câmara diz que o Congresso até pode modificar o Orçamento encaminhado pelo governo e reduzir os cortes, desde que encontre novas fontes de arrecadação. Ele reconhece que o Orçamento dos dois programas vai limitar muito a abertura de novas vagas.

“Os recursos que estão alocados tanto para o Pronatec quanto para o Ciência Sem Fronteiras são recursos para a continuidade dos que já estão no programa. Se houver uma economia, sobrará recursos para novos ingressos”, afirmou o deputado Ricardo Barros (PP-PR).

O Ministério da Educação informou que, apesar dos cortes, o governo ainda trabalha para tentar cumprir as metas previstas no Plano Nacional de Educação e que se houver melhora no cenário econômico nos próximos anos, as novas metas poderão ser revistas.

Publicidade
Publicidade

Enquete

Qual a sua opinião sobre o porte de armas de fogo?

Ver resultados

Loading ... Loading ...

Populares do mês

Publicidade

Fale com o Rondônia digital

para rondodigital@gmail.com