PRONATEC

Educação lança curso técnico para reeducandos

sábado, 24 de outubro de 2015

A Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) lançou nesta quinta-feira, dia 22, o Curso Técnico de Nível Médio em Reciclagem na modalidade Educação de Jovens e Adultos – EJA  para os reeducandos da Penitenciária Odenir Guimarães – POG no sistema Semiaberto, Patronato e Presídio Feminino, em Aparecida de Goiânia. A aula inaugural foi no auditório do Centro de Prisão Provisória – CPP, com a presença da Secretária Raquel Teixeira, e do superintendente Executivo da Administração Penitenciária (Seap) Edson Costa Júnior,  e outras autoridades.

O curso de educação profissional oferecido aos reeducandos abrange matérias regulares paralelas às específicas na área ambiental com conteúdos voltados à sustentabilidade, reciclagem e comportamento social. As aulas são diárias no turno matutino. Outra novidade é o inicio da primeira turma de Pronatec/Eja em 28 das unidades educacionais dos presídios que aderiram ao Enem Prisional, com expectativa de atender 250 alunos.

Raquel Teixeira afirmou que ofertar educação profissional é responsabilidade da Secretaria e que o curso Pronatec/Eja corrige a vida escolar daqueles que independentemente do motivo não estudaram ou concluíram a formação no tempo certo e regular. “O momento agora é de refletir olhando pra frente, porque o sucesso dessa oportunidade inclusiva depende do esforço de cada um, principalmente se estiverem dispostos a aprender e a crescer como cidadãos em sua plenitude”.

Educação
De 97 alunos matriculados em junho de 2014, o Colégio Estadual Dona Lourdes Estivalete Teixeira, unidade da Seduce, que funciona dentro do Complexo Prisional, saltou para 297 estudantes, em 2015,  aumentando em 200%. No ano passado foram executados seis cursos do Pronatec em Goiânia, Aparecida e Ipameri. Neste ano são promovidos cursos de educação profissional nas unidades de Goiatuba, Hidrolândia, Itumbiara, Senador Canedo, Corumbá e Anápolis. A partir do próximo mês o presídio feminino, patronato e as unidades de Itaberaí, cidade de Goiás, São Miguel do Araguaia e Uruaçu também terão turmas iniciadas.

São 65 salas de aula em 42 unidades, 18 com biblioteca que já carregam a novidade da remissão por meio da leitura, em nove destes presídios. O projeto possibilita ao reeducando diminuir seu tempo de privação de liberdade em quatro dias a cada livro lido num período de um mês. Neste caso eles passam por avaliação oral e ou resumo do livro, para encaminhamento do resultado ao juiz. ”Mais uma vez, Goiás  inova e avança em educação que é o verdadeiro e mais importante meio de transformação social de qualquer pessoa”, afirmou diretor escolar Elton Brasil.

Publicidade
Publicidade

Enquete

Qual a sua opinião sobre o porte de armas de fogo?

Ver resultados

Loading ... Loading ...

Populares do mês

Publicidade

Fale com o Rondônia digital

para rondodigital@gmail.com