Projetos de educação ambiental ajudam na renda familiar dos ribeirinhos

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental- Sedam, por intermédio da Coordenadoria de Educação Ambiental inicia as atividades do projeto ‘’Meio Ambiente na Arte e Cultura’’ no interior do Estado com as comunidades ribeirinhas. As ações do projeto têm o propósito de ajudar na renda familiar e preservação ambiental.

Um dos primeiros municípios visitados foi Alto Paraíso onde foi feito um diagnóstico sobre as potencialidades da palmeira do Buriti, espécie esta que é encontrada em abundância na região. O trabalho contou com a participação das Irmãs Marcelinas, que falaram da importância da atuação da Sedam naquele município, incentivando  jovens e adultos. Também teve a participação da Presidente União das Mulheres de Alto Paraíso (UMAP), Dalice Martins e a Theather Company, a companhia de teatro local.

A Sedam realizou ainda uma oficina utilizando resíduos da floresta com a comunidade de São Miguel localizada a 22 Km de Porto Velho. O objetivo da ação é de incentivar e valorizar o potencial local, onde as comunidades estão inseridas. Foram confeccionados brinquedos ecológicos com a fibra e a semente do Buriti, conhecido como Bate-Bate Ecológico que também serve para fechar embalagens de presentes.

Na Comunidade de Cujubizinho  foi realizada a oficina de reutilização de recursos naturais, utilizando a fibra da bananeira. O plantio de bananas  é à base da economia de subsistência para os moradores da comunidade, por esse motivo, os técnicos da Sedam mostraram que além da renda com a venda da banana, é possível também trabalhar com o caule, gerando uma renda de até 100% com os produtos desenvolvidos a partir da fibra.

Segundo o presidente da associação José do Nascimento, esta é uma grande iniciativa da SEDAM para a comunidade, pois irá valorizar a fibra da bananeira confeccionando artigos de decoração e utilidades domésticas.

O desenvolvimento do trabalho na área ribeirinha teve a participação dos Agentes Ambientais Voluntários que contribuíram com suas experiências de vida, tendo em vista que são populações tradicionais.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here