Take a fresh look at your lifestyle.

PF deflagra 2ª fase da Operação “Warã” de combate exploração ilegal de madeiras

ASSESSORIA

A Delegacia de Polícia Federal (PF) de Ji-Paraná/RO deflagrou nesta sexta-feira, 28, a 2ª fase da Operação Warã, com o apoio do IBAMA, com objetivo de coibir a prática de exploração ilegal de madeira nas Terras Indígenas Igarapé Lourdes e Sete de Setembro.

Na 1ª fase da Operação Warã, deflagrada em 21 de setembro de 2017, foram presas cinco pessoas e cumpridos 11 mandados de busca e apreensão em residências, madeireiras e serrarias de Ji-Paraná/RO, Ministro Andreazza/RO, Porto Velho/RO e Rondolândia/MT.

A Polícia Federal constatou que, mesmo após a Operação Warã, parte dos madeireiros investigados continuavam extraindo madeira das terras indígenas.

O principal madeireiro que havia sido preso na 1ª fase da Operação Warã teve liberdade provisória concedida pela Justiça, com o uso de tornozeleira eletrônica e proibição de ingressar em terras indígenas. Apesar das medidas impostas, a Polícia Federal identificou que o madeireiro continuou praticando crimes e representou por nova prisão preventiva.

As toras extraídas ilegalmente eram serradas em madeireiras situadas próximas às terras indígenas e encaminhadas para um depósito de madeira em Ji-Paraná, que “regularizava” a madeira com documentação falsa.

Na deflagração da operação foram cumpridos três mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva e três madeireiras foram fiscalizadas. Uma pessoa foi presa em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Participaram da operação 22 Policiais Federais e nove fiscais do IBAMA.

Comentários
Carregando...