Novamente adutoras de água rompem em Cacoal

Técnicos submerso nas aguas do rio Pirarara para reativar adutoras da SAAE
Técnicos submerso nas aguas do rio Pirarara para reativar adutoras da SAAE

Eram sete o numero de homens trabalhando com serrotes e martelos para vedar as adutoras que romperam no ultimo sábado no município de Cacoal. O rio Pirarara estava sete vezes com o nível acima do normal e foi preciso que os técnicos mergulhassem para regularizar mais uma vez o problema que já virou cotidiano na cidade.

De acordo com o prefeito Franco Vialleto, o motivo do rompimento foi à queda repentina de energia que ocorreu nesta sexta-feira por volta da 9 horas da manhã. “Com a queda brusca de energia a bomba geradora parou de funcionar e criou-se um vácuo dentro da tubulação. Quando a energia voltou a adutora não suportou a pressão e rompeu-se.”, declarou.

A informação era de que apenas uma das três adutoras estaria funcionando, portanto cerca de 80% da cidade ficaria sem abastecimento se o problema não fosse sanado com urgência. Conforme informações fornecidas pelo diretor do Sistema de Abastecimento de Água e Esgoto (SAAE), José Pereira das Neves, a natureza não ajudou. “Infelizmente na sexta a tarde uma adutora havia se rompido, porém esperaríamos ate esta manha para a manutenção, o inesperado aconteceu e a segunda adutora também rompeu-se. A natureza não nos ajudou.”, declara.

Atualmente o sistema de tubulação do SAAE tem 23 anos e está ultrapassado. “Estávamos aguardando o período de estiagem para substituir adutoras antigas, por novas adutoras de ferro”, conta o diretor.

Conforme relatos do prefeito a SAAE precisa de uma reestruturação emergências, tanto em seu sistema de abastecimento, quanto no sistema de tratamento. “Temos um projeto que pede de 10 a 15 milhões de reais, este projeto vai viabilizar água mineral ao município de Cacoal, porém não temos ainda esse recurso, como forma prioritária faremos uma reforma total no sistema do SAAE”, conclui.

Reportagem: Jessica Frigo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here