Porto Velho

Comitê Gestor acompanha cursos do Projeto “Eu Quero” em Porto Velho

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Na tarde e noite desta quarta feira (9), membros do Comitê Gestor do Projeto “Eu Quero – Trabalho, Renda e Cidadania” estiveram na Associação São Tiago Maior, na zona Leste de Porto Velho, para acompanhar o andamento dos cursos de qualificação profissional promovidos pela prefeitura. Cerca de 400 alunos participam de 18 cursos como eletricista, mecânica de moto, corte e costura, cabeleireiro escovista, manicuro e pedicuro, confeitaria, DJ, secretário e assistente administrativo, pedreiro, montagem e manutenção de micro computadores, informática básica, masseiro, garçom, atendente de portaria de hotel e cozinheiro, dentre outros.

A idealizadora do projeto e chefe de gabinete do prefeito Roberto Sobrinho, Miriam Saldaña, explicou que o “Eu Quero” foi planejado pela prefeitura, financiado pelo consórcio Santo Antônio Energia e executado pela Associação São Tiago, parceiros do Município nesse trabalho social. O principal objetivo é a geração de renda e melhoria da qualidade de vida das pessoas carentes, dando a elas oportunidade de fazer sucesso no mercado de trabalho, seja por emprego normal, cooperativismo e empreendedorismo.

O projeto foi idealizado para atender principalmente os beneficiários do Bolsa Família, jovens em situação de vulnerabilidade social e mulheres. Ele envolve não apenas a capacitação, mas também a colocação dos profissionais no mercado. “É uma porta de oportunidades que se abre para vocês. Aqui tem lugar para todo mundo trabalhar e ganhar dinheiro. Recebam esse presente do prefeito Roberto Sobrinho, que tem um carinho especial pela zona Leste, pelo fato de ser uma região bastante carente”, disse Miriam Saldaña.

Reuniões

Durante a tarde, o Comitê Gestor visitou os alunos em sala de aula, interagiu com eles e com os professores para motivá-los e saber se está tudo ocorrendo conforme o planejado. Depois, reuniu-se com todos no refeitório para novas informações, principalmente sobre empreendedorismo individual, cooperativismo e também sobre linhas de micro crédito disponibilizadas por meio do Banco do Povo. “É nosso dever fazer esse acompanhamento”, afirmou Mirian. Ela acrescentou que os alunos também recebem vale transporte, lanche e kit de estudo.

No período noturno, foi realizada uma reunião geral com os futuros profissionais no auditório da associação. O encontro serviu para motivação e passar informações sobre o curso, mercado de trabalho e oportunidades de sucesso na carreira profissional. Foi citado a eles o exemplo da primeira turma de cabeleireiro escovista formada pelo “Eu Quero” na Capital, que está montando uma cooperativa a nível estadual com 400 membros. Mas também foi falado de pessoas que tiveram a oportunidade de emprego através dos articuladores da prefeitura, mas não souberam aproveitar.

Coordenadores

O coordenador de políticas públicas para a juventude, Samuel Pessoa, falou do esforço da prefeitura, através da Secretaria de Assistência Social (Semas), Secretaria de Desenvolvimento Socioeconômico e Turismo (Semdestur) e das Coordenadorias de Mulheres e Juventude, além da chefia de gabinete, no planejamento e busca de parcerias e recursos para tornar o “Eu Quero” uma realidade. “Não queremos apenas aplicar os cursos. Queremos o sucesso e melhoria de vida para vocês”, destacou. Ele colocou-se a disposição dos futuros profissionais para fornecer informações detalhadas sobre cooperativismo e empreendedorismo individual.

A coordenadora de políticas para mulheres, Mara Regina Araújo, disse que já se tente feliz e realizada só pelo fato das pessoas, principalmente o público feminino ter tomado a decisão de se qualificar. “Vocês terão renda e dignidade. As mulheres agora poderão melhorar a condição de vida de suas famílias, de seus filhos”, enfatizou. Mara ainda falou sobre a igualdade de direitos, das conquistas obtidas para as mulheres na gestão de Roberto Sobrinho e das lutas pelo enfrentamento à violência doméstica e familiar. “Vocês precisam ser protagonistas. A prefeitura dá a oportunidade, mas o sucesso agora só depende de vocês”, finalizou.

Resultado

Mirian Saldaña ficou satisfeita com o resultado da visita. “Nossa avaliação é positiva. Alunos e professores estão motivados e determinados, isso para nós é muito importante. Nosso próximo passo será a cerimônia de formatura”, declarou.  Mirian acrescentou que a prefeitura já está planejando levar o Projeto “Eu Quero” para a zona Sul de Porto Velho no próximo ano. “Estamos buscando o financiamento”, observou.

Para Samuel Pessoa tudo está fluindo como planejado, faltando somente pequenos ajustes que já estão sendo providenciados. “Nosso foco principal agora é a colocação desses profissionais no mercado de trabalho, seja pelo emprego formal, empreendedorismo ou por meio de organizações coletivas”, comentou. O coordenador da juventude também disse que o “Eu Quero” é um projeto completo e que já está produzindo frutos como o emprego, micro crédito e cooperativa. “O fruto mais recente é a montagem de um site articulador de empregos”, comemorou.

Depoimentos

A jovem Thais de Almeida, que trabalha entregando pães e faz o curso de auxiliar administrativo, disse que essa qualificação será muito importante para a sua carreira profissional. “É o primeiro curso que faço e está sendo muito bom. Os professores trabalham até com dinâmica de grupo e tudo isso atende minhas expectativas. Agradeço a prefeitura por essa oportunidade”, disse em tom de comemoração.

Pedreiro demitido recentemente de uma das empresas responsáveis pela construção das hidrelétricas do Rio Madeira, Enoque Alves tem muita esperança em fazer sucesso com a nova carreira de eletricista predial. Ele afirmou que pretende mudar de profissão para ganhar mais e também porque o trabalho de pedreiro exige muito esforço físico. Além do mais, no entendimento dele, as vagas de emprego para eletricista são maiores. “Estou muito feliz com essa oportunidade”, finalizou.

A professora do curso de confeitaria, Sandra Maria Rodrigues, disse que o “Eu Quero” é muito bonito. “Adorei o projeto, os alunos estão muito satisfeitos e dispostos a aprender. Nossa turma começou com 14 pessoas e já está com 24, quase o dobro”, informou. Sandra, inclusive, ensina os alunos a utilizarem materiais alternativos, como acessórios da própria casa no preparo dos bolos.

Lenir da Silva, professora da turma de jardinagem e polinização também parabenizou a prefeitura pela iniciativa e está muito empolgada com seus alunos. “É muito importante essa capacitação promovida pela prefeitura, pois a maioria das pessoas é carente e necessitada”, afirmou, acrescentando que o curso integra jardinagem e polinização.

O coordenador de núcleos da Associação São Tiago em Porto Velho, Jalme Fernandes, agradeceu a parceria com o Município e garantiu que os cursos seguem o cronograma estabelecido, tanto na teoria quanto na prática. Ele afirmou que os alunos são muito focados no que querem e a expectativa é muito boa. Na Capital, 14 cursos terminam nessa sexta feira (11) e outros quatro no próximo dia sete de dezembro. Em Jacy Paraná, os cursos terminarão no dia 25 de novembro.

Por Augusto José

Fotos: Quintela

Publicidade
Publicidade

Enquete

Você concorda com a volta de Dunga ao comando da seleção brasileira?

Ver resultados

Loading ... Loading ...

Populares do mês

Publicidade

Fale com o Rondônia digital

para rondodigital@gmail.com