Morumbi é ‘tudo ou nada’ para o São Paulo contra o Atlético-MG

Gustavo Setti, do ESPN.com.br
São Paulo e Atlético-MG começam a decidir uma vaga nas semifinais da Libertadores, nesta quarta-feira, no Morumbi. O estádio na capital paulista é justamente o grande amuleto do time tricolor para levar a melhor nas quartas de final da competição.

O São Paulo começou a temporada mandando os jogos no Pacaembu, já que o gramado do Morumbi passava por reforma. Porém, desde que voltou para casa, a equipe comandada por Edgardo Bauza está invicta dentro do estádio.

No Morumbi, o aproveitamento é de 100%. Foram quatro jogos e quatro vitórias, contra Oeste, Trujillanos, River Plate e Toluca. Ao todo, o time marcou 14 gols e sofreu apenas dois.

Já no Pacaembu, o time realizou nove jogos, com seis vitórias e três derrotas (The Strongest, São Bernardo e Palmeiras). O aproveitamento foi de 66,6%. O São Paulo balançou as redes adversárias 12 vezes e foi vazado outras seis.

O jogo no Morumbi é ainda mais importante para o clube paulista já que a equipe não venceu como visitante em 2016. Fora de casa, o time tricolor fez 13 partidas: perdeu cinco e empatou oito. Foram 19 gols sofridos e 10 marcados.

O duelo de volta acontecerá no Independência, na próxima quarta-feira, onde o Atlético-MG fez 11 jogos na temporada e tem 75,7% de aproveitamento – oito vitórias, um empate e duas derrotas.

O maior objetivo são-paulino é vencer em seu estádio e ir para a volta com vantagem, já que o time mineiro raramente deixa de marcar em casa. Neste ano, foram 26 bolas na rede adversária e nove gols sofridos. Em apenas uma partida a equipe alvinegra não marcou, no revés por 1 a 0 contra o Cruzeiro.