Take a fresh look at your lifestyle.

Hermínio Coelho apresenta nova denúncia sobre escândalo da ponte do Anel Viário de Ji-Paraná

O deputado Hermínio Coelho (PCdoB), que no final de outubro passado apresentou denúncia no Ministério Público referente a um suposto esquema que envolve a tentativa de pagamento de realinhamento no valor de R$ 30 milhões à obra da ponte do Anel Viário de Ji-Paraná, expôs novas informações sobre o caso durante seu pronunciamento na sessão desta terça-feira (24).

“Na época, o Ministério Público entrou com ação no Tribunal de Justiça, que bloqueou o restante do parcelamento referente ao pagamento do realinhamento e colocou indisponíveis os bens do então diretor do DER Ezequiel Neiva e de todos os envolvidos na maracutaia. A tentativa era a de recuperar os R$ 18,5 milhões que já tinham recebido”, recordou o deputado.

Segundo Hermínio, a nova informação da qual ele teve acesso, já foi denunciada nos Ministérios Públicos, Estadual e Federal, na Polícia Federal e no Tribunal de Contas.

De acordo com o deputado, o ex-secretário de Estado de Finanças, José Genaro Andrade, na mesma época em que o DER fez o acordo com a Construtora Ouro Verde, e teria entrado com uma ação contra a empresa, cobrando a cifra de R$ 3 milhões de dívida da empreiteira.

“Ele entrou com a ação com o próprio CPF, como pessoa física. Cobrando da Ouro Verde esse valor que chama atenção por ser, justamente, 10% de R$ 30 milhões. Isso me chamou atenção, pois como um ex-secretário de Estado cobra valores da empresa que é pivô de um escândalo de desvio de verba pública”, questionou Hermínio Coelho.

O deputado afirmou que nos meses que a construtora recebia a parcela do Estado, repassava R$ 400 mil mensais ao ex-secretário José Genaro de Andrade. O parlamentar frisou ter documentos que confirmam as informações e que foram anexados às denúncias encaminhadas aos órgãos competentes.

“Nossa intenção é que esses órgãos tirem a limpo essas informações, pois a sensação que temos é a de propina cobrada em cima de propina, algo escandaloso, inclusive a Assembleia poderia instaurar até uma CPI”, sugeriu Hermínio.

O deputado ainda citou que o ex-governador de Rondônia, atual senador Ivo Cassol (PP) apresentou várias denúncias durante o governo Confúcio Moura (MDB), “e muitas vezes com razão, mas com relação a essa questão da ponte ele nunca se pronunciou”, frisou o parlamentar.

“Estamos falando de um Estado que tem dificuldade para tudo, para repor a inflação dos servidores, para melhorar a segurança pública, melhorar a educação, a saúde, mas dinheiro para sair nos dutos da roubalheira, sempre tem bastante”, declarou o deputado.

ALE/RO – DECOM – Juliana Martins
Foto: Ana Célia

Comentários
Carregando...