Henderson comenta polêmico caso de doping de Belfort: ‘Não foi surpresa ele ter sido flagrado’

A informação vazada de que Vitor Belfort teria sido flagrado em exame antidoping antes da disputa pelo cinturão dos meio-pesados, contra Jon Jones, no UFC 152, em 2012, ainda gera bastante polêmica. Próximo adversário do brasileiro, Dan Henderson afirmou que a notícia não foi nenhuma surpresa, já que o ‘Fenômeno’, que foi adepto à terapia de reposição de testosterona (TRT), teve outros problemas com substâncias ilegais no passado. O veterano aproveitou para exaltar a nova política de antidopagem do Ultimate.
“Eu não fiquei surpreso por ele ter falhado no teste de drogas. Eu fiquei surpreso por isso ter sido revelado só agora. Você sabe, isso aconteceu há dois ou três anos. Agora, os exames fora de competição sem aviso prévio ajudam a evitar essa situação. Isso é algo que eu tive na minha vida por um longo tempo, quando estive na equipe olímpica de wrestling dos Estados Unidos. Por 15 anos, eu estive sujeito a ela. Quando comecei a lutar MMA, não houve testes de drogas. Estou muito feliz agora e confiante”, comentou o lutador de 45 anos, em entrevista ao MMA Fighting.

Em 7 de novembro, no UFC em São Paulo, Vitor Belfort e Dan Henderson se enfrentarão pela terceira vez. No primeiro duelo, realizad no extinto Pride, em 2006, o norte-americano levou a melhor e venceu por pontos. Logo após o combate, o Fenômeno foi flagrado em exame antidoping. Na revanche, há dois anos, o brasileiro deu o troco, com nocaute fulminante no primeiro round. Hendo acredita que o rival pode ter levando vantagem devido a um possível uso de substâncias proibidas.

“Eu não sei. Quero dizer, quem sabe o Vitor estava tomando. Eu só sei que seu corpo parecia completamente diferente. Eu não ligo se Vitor estar se drogando ou não. Eu ainda sou capaz de derrotá-lo e eu estou feliz que o UFC tem cumprido a testes de drogas, algo que eu tenho pedido por um longo tempo”, afirmou.

Ta