Destaque, Geral

Milagre de Natal: bomba falha e terrorista suicida não derruba avião

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

O avião pousou sem problemas. Só o terrorista ficou queimado.

aviaoNo Dia de Natal, sexta-feira, um homem de nacionalidade nigeriana, identificado pelas autoridades como Umar Farouk Abdul Mutallab, 23 anos, e que disse ser um terrorista da Al-Qaeda, detonou uma bomba que trazia junto ao corpo durante um voo da companhia Northwest Airlines (pertencente à Delta Airlines). A bomba falhou.

Houve o que muitos passaram a considerar um verdadeiro milagre de Natal: a bomba falhou, e os explosivos acenderam-se como fogos de artifício queimando unicamente parte do corpo do criminoso.

A aeronave transportava 278 passageiros, havia decolado da Nigéria, fez escala em Amsterdã e tinha como destino final os EUA.

Testemunhas disseram que o vôo número 253, que decolou de Amsterdã, na Holanda, estava a 20 minutos do aeroporto de Detroit, quando uma explosão semelhante a fogos de artifício foi ouvida. Um passageiro reagiu e tentou dominar o homem.

Agentes de departamentos de inteligência dos Estados Unidos, analisaram o explosivo e disseram que era uma bomba feita de uma mistura de pó e líquido, mas falhou quando o passageiro tentou detoná-la.
Ele teria se queimado durante a ação. O autor da explosão foi levado para um assento na primeira fila com as calças cortadas e as coxas e pernas queimada, sendo que em alguns pontos as queimaduras chegaram até os ossos.

Inicialmente, havia sido divulgado que um passageiro teria explodido fogos de artifício quando o avião, que partiu de Amsterdam, se preparava para pousar em Detroit.

O passageiro foi preso preventivamente e é tratado por queimaduras sofridas durante a explosão, segundo boletim médico obtido pela rede de TV CNN.

A emissora informou ainda que o presidente americano, Barack Obama, que está de férias no Havaí com a família, já foi informado por telefone do incidente e pediu que sejam aumentadas as precauções em todos os vôos.

Segundo o passageiro Peter Smith, o som ouvido foi semelhante ao de fogos de artifício abafados por um travesseiro. “Primeiro teve o estouro e depois fumaça”, afirmou. Ele relatou que o passageiro que tentou conter o nigeriano pulou sobre passageiros para dominá-lo.

O nigeriano disse que seguia instruções da Al-Qaeda para detonar o aparato em solo americano. A Casa Branca afirmou, nessa sexta-feira, que o incidente foi uma tentativa de um atentado terrorista.
O FBI e o Departamento de Segurança Doméstica dos EUA reportaram no dia 20 de novembro a ameaça de atentados terroristas durante as festa de fim de ano.

Na ocasião, a inteligência americana disse não ter informações específicas sobre planos de ataque da Al-Qaeda ou outro grupo terrorista, segundo afirma a agência de notícias Associated Press

Publicidade
Publicidade

Enquete

Você concorda com a volta de Dunga ao comando da seleção brasileira?

Ver resultados

Loading ... Loading ...

Populares do mês

Publicidade

Fale com o Rondônia digital

para rondodigital@gmail.com