Take a fresh look at your lifestyle.

Exposição na Galeria de Arte do Porto Velho Shopping : Sol da Amazônia

A fotografia é considerada hoje, como uma das técnicas das Artes Visuais! Ela cria imagens, arquiva um momento, além de ser uma interpretação da realidade e não uma cópia.

O artista tem uma visão e a implanta com a técnica que mais se adequa á seu propósito. É o que Luciano Pinheiro faz.

Efeitos deslumbrantes, cores incríveis; é a natureza pintando o céu da Amazônia, e Luciano capta com maestria trazendo esta bela seleção de fotos.

A busca pela perfeição e do inusitado, fez com que o artista criasse um hábito: o de fotografar diariamente, no mesmo horário, o mesmo cenário, o que torna estas imagens instigantes.

A emoção toma conta ao olhar as obras do Luciano, nos faz sonhar com as cores e composições e construir contos, fábulas, histórias divinas apenas com a percepção de Luciano.

Estas imagens são pura fantasia que nos transportam para um mundo encantado e transmitem todo o poder que emana da Natureza Amazônica.

O inconsciente do observador é transmutado quando vê e entra nestes belíssimos cenários que, de certa forma é nossa busca também pela harmonia, equilíbrio e paz.

Todos, almejamos estar no paraíso e Luciano Pinheiro como artista sensível que é, consegue trazer até cada um de nós, novas formas e padrões.

A visão é de magnitude, beleza, leveza de delicados desenhos, formas e pigmentos enquanto nos mostra toda a força deste pôr do Sol do rio Madeira na Amazônia Legal Brasileira; considerado um dos mais belos.

Na fotografia, Vale das núvens, Luciano Pinheiro, capta um momento único, de rara beleza, digno de um Conto de Fadas; de algo superior à nossa imaginação; de transcendência.

A Galeria de Arte do Porto Velho Shopping tem a oportunidade de trazer á público um artista que com sua inspiração traz o INCRÍVEL SOL DA AMAZÔNIA.

Angella Schilling

Artista plástica, professora e curadora.
Membro fundadora da ARL (Academia Rondoniense de Letras).
CONTATO: 99265 – 6560


A pintura e a fotografia sempre foram minha paixão. Por isso sempre busquei retratá-las em meus trabalhos, principalmente o Sol em seu alvorecer e anoitecer, criando assim o hábito de registrar diariamente esses momentos mágicos.

Trago para esta exposição 21 fotografias selecionadas, nas dimensões de 0,80 X 1.20 cm.

A arte sempre está presente em nossa vida com o poder de provocar novas visões, levando à renovação do ser humano e sua interação com o mundo, tornando-o um ser mais completo, produtivo e transformador.

Através deste olhar, abrem-se possibilidades para criar e produzir obras vinculadas às experiências de cada um, onde: a vida produz arte e a arte produz vida. Assim, acredito que a introdução das artes plásticas nas escolas deveria ser fundamental para que a criança cresça acostumada com o meio artístico, seja ele qual for.

Nasci em 29 de junho de 1961, na cidade de Porto Velho, RO. Frequentei o Colégio Dom Bosco e aos 15 anos fui morar em Belém do Pará, onde concluí o segundo grau no colégio Moderno. Em seguida fui morar no Rio de Janeiro, onde continuei meus estudos de desenho, pintura em tela e fotografia no Parque Lage e SENAC. Nesse período da década de 90, frequentei o curso de teatro da CAL: Casa de Artes de Laranjeiras.

Voltando para minha cidade natal, trabalhei em meu atelier “ Arte Moldura ”,

( localizado na Av. Pinheiro Machado ), de 1999 até 2014 realizando anualmente o “Sarau Arte Moldura” que envolvia artistas Rondonienses de todos os segmentos.

Ministrava aulas de pintura em tela para crianças e adultos com mostras e exposições.

Nesse período realizei várias exposições individuais e coletivas na Casa de Cultura Ivan Marrocos, TRT e Tribunais de Justiça.

Dei várias oficinas e desenvolvi projetos de arte para crianças e adolescentes carentes em parceria com a Marinha do Brasil, Exército e Aeronáutica. Representei Rondônia no Festival Vida e Arte em Fortaleza, CE e no Fórum Cultural Mundial em São Paulo.

Tive participação no filme premiado, Sumaúma a deusa da floresta do Cine Amazônia e na mini serie da rede Globo MAD MARIA.

Em 2015, mudei para minha chácara transferindo meu atelier, onde desenvolvo meus trabalhos atuais e continuo dando aulas de pintura.

Em 2016, expus meus trabalhos na GAL, Galeria Alphonso Ligório, composto de desenhos, pinturas e instalação, denominado “ENTRELINHAS”, como conclusão do curso de Artes Visuais da UNIR.

Nesta instalação, pude mostrar meus poemas bordados em tule, com linhas coloridas, formando um labirinto onde os expectadores podiam passear e interagir com a obra.

“O fator principal, e a motivação que me levou a seguir o caminho da arte e a Graduação em Licenciatura em Artes Visuais, na Universidade Federal de Rondônia, foi a inclinação e o gosto pela arte que trago desde minha infância e a frequência no Parque Lage, Escola de referência na Arte Contemporânea Brasileira.

Iniciei pintando telas com tinta a óleo, mais tarde me identifiquei com as tintas acrílicas, pelos seus tons brilhantes e por serem de secagem rápida, dando mais possibilidades para minhas pinturas gestuais e intuitivas, expressadas com o pincel diretamente na tela sem esboços prévios, ajustando com minha poética e processo de criação.

As pesquisas investigativas ajudaram muito e foram preciosas durante o tempo de acadêmico. Experimentei diversos materiais durante os laboratórios realizados na Universidade. Depois das experiências em técnicas mistas, me apaixonei pela arte conceitual; foi quando comecei a desenvolver instalações interativas.

Recentemente minhas pinturas circularam nos ônibus da empresa SIM, junto com outros artistas locais.

Participo de grupos de fotografia, me destacando com fotos escolhidas para capas dos Grupos Cloud Hunters 2018, junto á fotógrafos do mundo inteiro e Foto & Poesia, maravilhas do sol, natureza e viagens.

Estarei ainda no BRASILIAN FHOTO SHOW de 15 a 18 de novembro de 2018, por ter tido minha fotografia selecionada entre 12 mil, este é considerado o maior Festival de Fotografia do mundo, o que me deixou muito feliz.

Escolhi como título desta exposição, “SOL DA AMAZONIA” por amar nosso Brasil, nossas florestas e nossa exuberante Amazônia; pulmão do mundo, nossa terra onde paisagens fantásticas se iluminam com todas as cores através do nosso Astro Rei SOL.

Nessa MOSTRA algumas fotografias parecem pinturas, enaltecendo a arte, nosso céu, nossos rios: Madeira, Mamoré e Guaporé, assim como lagos e igarapés iluminados pelo reflexo do SOL.

LUCIANO PINHEIRO

Comentários
Carregando...