Estrutura hospitalar com 58 leitos clínicos para enfrentamento da pandemia é doada por multinacional a Rondônia

Confiando no trabalho sério feito pelo Governo de Rondônia e por ter um grande número de colaboradores no Estado, a multinacional do seguimento alimentício JBS entregou, na manhã de segunda-feira (27), um anexo hospitalar ao Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron), em Porto Velho, para somar esforços no enfrentamento à Covid-19, mas que também ficará permanente para a rede estadual de saúde.

‘‘Estamos entregando um hospital para ficar para a perenidade, e que nas mãos do governador sei que essa obra será cuidada e será para as pessoas que mais precisam. Fazer uma obra assim, para salvar vidas, é o que mais interessa’’, considera o diretor de Suprimentos América Latina da JBS, Jerson do Nascimento Júnior.

A ala de enfermaria que amplia a capacidade do Cemetron em atendimento à população possui 58 leitos, sendo dois para casos suspeitos, e a estrutura tem o diferencial de ser permanente, ao contrário do que geralmente é um hospital de campanha construído para atender apenas o período de pandemia, além de ser modular, o que permitiu a construção em um período muito curto de 35 dias.

CRIAÇÃO DE ESTRUTURA

O governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, acompanhado da primeira–dama e secretária da Assistência e Desenvolvimento Social (Seas), Luana Rocha, destacou o atual período que passa o setor de saúde do Estado, que esteve por décadas com déficit de leitos, mas que tem experimentado uma nova fase com o esforço que foi feito para criação de novos leitos. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), há no Estado 368 leitos clínicos e 171 de UTI ativos, exclusivamente para Covid-19.

‘‘Essa é uma obra importante para a saúde do Estado de Rondônia. A JBS fez o contato conosco e nós optamos pela ampliação do Cemetron, que é um hospital de referência. A gente há décadas sofria com falta de leitos, inclusive fizemos no início da pandemia a locação de leitos de outros hospitais, agora já temos nosso hospital de campanha, e essa ampliação do Cemetron’’, afirma o governador que também agradeceu o empresário Alcides Zirondi pela doação do terreno, que esteve representado por Carlos Zirondi na solenidade.

A diretora do Cemetron, Stella  Zimmerli, ressaltou a importância da ampliação de leitos. ”O Cemetron conta atualmente com 67 leitos e terá mais 58 leitos clínicos, e isso também vai ajudar muito na obra de reforma e ampliação que o governo iniciou em fevereiro, pois daqui a dois meses, quando for preciso desocupar enfermarias para seguir o cronograma de obras, teremos esses leitos que vão nos ajudar a não atrasar a reforma”, pontua.

De acordo com o engenheiro civil Murilo Mello, o prédio foi construído em módulos em estruturas metálicas e as vedações são em Steel Frame. ‘‘Estrutura em madeira e recebe chapa dos dois lados, do lado de fora é uma chapa de OSB e uma placa cimentícia resistentes a umidade. Do lado interno, uma placa de OSB e duas placas de gesso acartonado”.

A estrutura ainda recebeu pintura hospitalar lavável, piso vinílico, atende às normas de acessibilidade, é resistência ao fogo, pois são materiais não inflamáveis e não propagam fumaça. ”Também foi feita toda a estrutura de gases, a parte hidráulica, elétrica, climatização, tem descontaminador, tem um grupo gerador automático e uma estação de tratamento compacta e poço artesiano. Uma estrutura completa e permanente”, explica o engenheiro.

DESTAQUE NACIONAL

Os esforços feitos pelo Governo de Rondônia no enfrentamento à pandemia tem atraído a atenção de empresários para parcerias e ações como esta, que beneficiam a população. Rondônia já é o Estado que mais testa a população para diagnóstico da Covid-19 e ocupa novamente o 1º lugar no ranking nacional de transparência da Covid-19.

Governador Marcos Rocha destaca que Rondônia é o que mais testa no Brasil e está em primeiro lugar em transparência da Covid-19

Somado a isso,vo secretário adjunto da Sesau, Nélio de Souza, afirma que os esforços são constantes para reforçar o trabalho dos profissionais na linha de frente contra a Covid-19. Já são mais de 20 chamamentos para recrutamento de novos profissionais de saúde, e um estudo está aperfeiçoando estratégias para ampliar as equipes, agora com chamamento através de credenciamento.

”Graças a todas essas ações estamos trazendo dignidade para a população”, afirma o governador que reforçou o agradecimento da doação de uma unidade que não é descartada após a pandemia, assim como a linha que o Estado seguiu com o Hospital de Campanha de Rondônia, que é uma estrutura permanente.

Estiveram presentes na solenidade de entrega da ala de ampliação da enfermaria do Cemetron, o líder do governo na Assembleia Legislativa (ALE/RO), Eyder Brasil, o vice-líder do governo na ALE, deputado estadual Jair Montes, e o deputado estadual Ezequiel Neiva.

Fonte: Assessoria