Estado

Deputado Lebrão indica ao governo construção de estádio de futebol profissional

terça-feira, 29 de novembro de 2016

O deputado José Lebrão (PMDB) indicou ao Poder Executivo, com cópias ao superintendente estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel), ao presidente da Federação de Futebol do Estado (FFER), Heitor Costa, ao ministro dos Esportes, Leonardo Picciani, a construção de um estádio de futebol em Porto Velho.

Segundo Lebrão, Rondônia já foi palco de grandes eventos futebolísticos, trazendo ao único estádio da capital grande quantidade de torcedores, especialmente nas décadas de 70 e 80, durante o Copão da Amazônia, reunindo clubes do Acre, Rondônia, Amazonas e Roraima.

O Estádio Aluizio Ferreira de Oliveira, o Aluizão, como é conhecido, foi construído em 1957 e já não atende mais às especificidades profissionais do futebol brasileiro.

Nos anos 80 e 90, afirma Lebrão, o estádio recebeu grandes clubes do futebol brasileiro, como Flamengo e Botafogo, entre amistosos e combinados, em jogos que atraíam centenas de torcedores, que aqueciam a economia local e geravam empregos diretos e indiretos.

O parlamentar também lamenta que dispositivos jurídicos impeçam a destinação de recursos públicos, sejam através de emendas parlamentares ou convênios com federações desportivas ou demais clubes. “Há também, por parte da classe empresarial, certo distanciamento com o esporte, independente da modalidade que se pratique”, declarou.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2015, Rondônia conta com pouco mais de 1,7 milhões de habitantes e é o único Estado da Federação que ainda não possui complexo multiuso, ou seja, “um estádio moderno e dentro das exigências da Fifa, quadras poliesportivas, lagos, pistas de caminhada e um bumbódromo/sambódromo, que poderá atender eventos culturais e shows artísticos do calendário local”, declarou Lebrão.

O parlamentar lamentou que Rondônia não tenha sido contemplado com recursos para a construção de um novo estádio, como muitos Estados foram, para a Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016, sendo que muitos destes nem sequer sediaram jogos. “Até do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) o Estado ficou de fora”, lamentou.

A efetivação desta obra será um fator de fomento para o esporte profissional de Rondônia, frisou Lebrão, pois alavancará outros setores pouco explorados. Ele citou o turismo, além da geração de empregos em áreas como educação física, fisioterapia, nutricionistas, médicos, psicólogos, entre outros.

Segundo Lebrão, quatro áreas já foram indicadas para a construção deste complexo, como a do Aeroclube, na Estrada dos Japoneses. Outra nas imediações do antigo ginásio da Escola Padrão, à avenida Amazonas. Outra área fica localizada à margem esquerda da avenida Jorge Teixeira e à margem direita da avenida Lauro Sodré e, finalmente, a BR 364, sentido Cuiabá, nas proximidades do Tênis Clube.

O complexo, exalta Lebrão, possibilitará a realização de grandes, médios e pequenos eventos de natureza futebolística e cultural, além de possibilitar o aquecimento da economia local.

Diante do apresentado, o parlamentar disse esperar que providências sejam tomadas e que, caso o governo federal não tenha os recursos totais disponíveis aos moldes do que foi realizado para construção das arenas para Copa através do BNDES, que o Estado entre com contrapartida e se busque uma Parceria Público Privada (PPP).

 

Ar condicionado

O deputado Lebrão também indicou ao governador a aquisição de quatro centrais de ar de 18 mil Btus para atender a Escola Municipal de Ensino Fundamental Gomes Carneiro, em Costa Marques.

[Geovani Berno]

Foto: Ana Célia

Publicidade
Publicidade

Enquete

Qual a sua opinião sobre o porte de armas de fogo?

Ver resultados

Loading ... Loading ...

Populares do mês

Publicidade

Fale com o Rondônia digital

para rondodigital@gmail.com