Destaque, PRONATEC

PRONATEC E FIES SOFREM REAJUSTES PARA SEREM MANTIDOS EM 2016

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Dois dos principais programas criados no governo Dilma estiveram ameaçados de encerramento durante todo esse ano de 2015. O Pronatec e o FIES, ambos relacionados a educação e formação profissional acabaram por ser mantidos por hora porém ambos sofreram diversas alterações para se adaptarem ao novo panorama econômico.

Que o Brasil enfrenta uma grave crise financeira e política, não é segredo para ninguém, basta ver os inúmeros escândalos que ocorrem em Brasília e os dados econômicos, como a inflação alta, o juros crescente, o desemprego, enfim, são muitos os fatores.

Tal fato preocupou principalmente os estudantes de baixa renda, os quais, contavam com os planos de auxilio governamental, como o Pronatec e FIES, para conseguirem entrar no Ensino Superior e assim, melhorem suas colocações no mercado de trabalho.

Mas, mesmo com todo esse cenário negativo, eles podem relaxar, pois, o Pronatec e FIES continuarão em 2016, contundo, haverá mudanças nesses dois programas, confira quais são.

Aumento do juros do FIES

Quem precisar contar com o financiamento estudantil garantido pelo governo em 2016, vai ter que colocar a mão no bolso, pois, a taxa de juros do FIES vai subir, ela vai passar dos atuais 3,4% ao ano para em torno de 6%. Porém, isso não é motivo para desespero, pois, mesmo com o aumento, essa taxa continua abaixo da inflação média dos últimos anos e é mais barata que a oferecida por instituições particulares.

 Menos vagas no PRONATEC

Devido à crise econômica, o Governo terá que reduzir o número de vagas disponíveis, isso tanto para o Pronatac, quanto para o Fies. Para o Pronatec o número de vagas vai cair de 2 milhões oferecidas em 2015, para 1,5 milhão de 2016. Já no caso do Fies, a diminuição ainda não foi oficializada pelo Governo, mas, estipula-se o corte de mais de 500 mil bolsas de estudos.

Nota mínima para concorrer ao FIES

Diferente dos outros anos, o Fies não estará aberto para todos os alunos no ensino superior, pois, o Ministério da Educação instituiu que apenas os alunos que tiraram pelo menos, 400 pontos no Enem, poderão concorrer a bolsa, isso seria para aumentar a qualificação dos estudantes do Ensino Superior.

Achou esse artigo interessante? Compartilhe com seus amigos sobre as mudanças!

Publicidade
Publicidade

Enquete

Qual a sua opinião sobre o porte de armas de fogo?

Ver resultados

Loading ... Loading ...

Populares do mês

Publicidade

Fale com o Rondônia digital

para rondodigital@gmail.com