Capa

GAROTA MATA NAMORADO E CONTA DETALHES DO CRIME, AINDA DIZ QUE PLANEJAVA MATAR TRÊS PESSOAS

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Fria, calculista e instinto selvagem. É assim que foi apelidada a assassina confessa Vanya Rocha, de 18 anos.
Ela matou a inúmeros golpes de faca o “ex-namorado” no final da manhã desta quarta-feira (30/12), no bairro Bodanese, em Vilhena. O irmão da vítima escutou os gritos e quebrou a janela do quarto onde estava o casal e observou a mulher com a faca golpeando Marcos Catânio Porto, de 26 anos, conhecido como “Tim”.
Acostumados lidar com situações de extrema tolerância, os policiais que atenderam a ocorrência diziam: “Em toda minha carreira nunca vi tanta crueldade em um só crime”, lamentou um cabo da Polícia Militar (PM).
O corpo ficou totalmente perfurado e o sangue que o cobria quase não permitia reconhecer a verdadeira identidade da vítima.
“Tim”, como era conhecida na cidade, tinha romance de idas e vindas com a jovem. Eles estavam juntos há nove meses, e diversas ameaças eram proferidas pela namorada que já havia tentado matá-lo com um motosserra, de acordo com os próprios relatos da acusada.
A vendedora e ex-babá Vanya Rocha concedeu entrevista em vídeo. Ela confessou não sentir nenhum arrependimento e que planejava o crime a mais de 3 meses. Além disso, a jovem também afirmou que intencionava matar três pessoas, um amigo estava na lista da assassina. 
A assassina confessa disse que chegou na residência e queria se despedir do namorado. Antes de ir para o quarto, Vanya brincou com o irmão da vítima e o questionou: “O almoço está pronto?”. Com uma faca que escondia dentro da mochila que trazia nas costas, o casal entrou para o quarto, trancou a porta e se despiram. “Eu segurei a cabeça dele entre minhas pernas e passei a faca no pescoço”.

A jovem disse, ainda, que após a degola, o namorado tentou se esquivar dos novos golpes aplicados pelo corpo, mas não obteve êxito. “Ele estava segurando meu braço quando senti que desvaneceu”, contou Vanya, que finalizou dizendo que teria acordado pela manhã com “um forte desejo de matar alguém” e encontrou o ex-namorado como a vítima mais frágil.
Com os gritos, “Beto”, irmão da vítima, tentou abrir a porta e posteriormente se dirigiu a janela, quando viu “Tim” totalmente ensanguentado. A mulher na tentativa de se passar por vítima começou a gritar por socorro e em seguida correu para o banheiro, onde permaneceu até a chegada da polícia.
A acusada foi encaminhada à delegacia de Polícia Civil, onde deverá ser ouvida pelo delegado e em seguida enviada ao presídio feminino, onde permanecerá a disposição da justiça. A mãe da jovem estava na delegacia aos prantos lamentando a atitude inesperada da filha, que completará 19 anos no dia 28 de janeiro.
FONTE: ALERTARONDONIA

Publicidade
Publicidade

Enquete

Qual a sua opinião sobre o porte de armas de fogo?

Ver resultados

Loading ... Loading ...

Populares do mês

Publicidade

Fale com o Rondônia digital

para rondodigital@gmail.com