Agricultura

Pronaf libera R$ 40 mil para produtores de Nova Londrina

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

 

Por meio da parceria entre a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO) e o Banco do Amazônia S/A foi viabilizada aos produtores rurais de Nova Londrina a liberação de crédito rural da Linha Pronaf B. Ao todo, foram liberados 16 projetos, totalizando o montante de R$ 40 mil. Com essa ação, produtores rurais de pequenas propriedades e mão de obra familiar terão mais facilidade para investir nas suas atividades rurais.

A linha de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar da categoria B (Pronaf B) é um microcrédito produtivo rural destinado a agricultores cuja mão de obra seja exclusivamente familiar e tenha uma renda anual que não ultrapasse os R$ 20 mil. O limite para essa linha de crédito é de R$ 2,5 mil por operação, a juros de 0,5% ao ano e prazo de até dois anos para cada financiamento.

O distrito de Nova Londrina, pertencente à região de Ji-Paraná, está a pouco menos de 400 quilômetros de Porto Velho. Colonizado com a chegada de migrantes na Gleba G (localização do atual distrito), a década de 80 foi marcada por conflitos entre colonos/agricultores e a empresa colonizadora, sendo amenizada somente com a intervenção do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) com a implantação do programa de regularização fundiária.

Atraídos pela oportunidade de uma vida melhor, com obtenção de terras e empregos, a expectativa, inicialmente frustrada, ganhou força com a implantação, pelo governo estadual, do Núcleo Urbano de Apoio Rural (Nuar), que possibilitou a instalação de órgãos de desenvolvimento e serviços básicos, como Correios, Emater, Cartório, entre outros. Hoje, com atividade econômica ancorada no setor produtivo, o distrito busca na agricultura familiar o fortalecimento das atividades no campo amparado nas políticas públicas executadas pelos serviços de assistência técnica e extensão rural.

Segundo o supervisor de crédito rural do escritório regional da Emater-RO em Ji-Paraná, Geandro Altoé Seibert, os recursos liberados através da parceria Banco do Amazônia/Emater-RO somaram R$ 40 mil, sendo R$ 2.500 para cada projeto, e serão de grande valia na promoção da melhoria de renda para a família rural. “Com esses recursos, os pequenos produtores rurais terão mais facilidade de investir nas propriedades rurais, buscando melhorar a receita e qualidade de vida dessas famílias, proporcionando mais oportunidade aos pequenos produtores rurais, que não tinham acesso em outras linhas de créditos voltados para agricultura familiar”, explicou.

Publicidade
Publicidade

Enquete

Qual sua opinião sobre a PEC 241, que limita os gastos do Governo Federal ?

Ver resultados

Loading ... Loading ...

Populares do mês

Publicidade

Fale com o Rondônia digital

para rondodigital@gmail.com