327 pacientes atendidos durante força-tarefa no bairro Aponiã

Na sexta-feira (24), a Prefeitura de Porto Velho, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), atendeu 327 pacientes durante força-tarefa médica, realizada no pátio da Escola Olavo Gomes Pires. O objetivo da ação foi atender pacientes com sintomas do novo coranavírus (Covid19), mapeados pela busca ativa feita na primeira fase da Campanha Covid Zero-Aponiã.

No local, foi montado uma mega estrutura com tendas, cadeiras, corredores com marcações de distância em direção a triagem, farmácia e consultórios médicos para receber os moradores da região.
Sebastião dos Santos Azevedo, que foi diagnosticado com a Covid-19, viu na campanha uma oportunidade de receber o tratamento adequado. “A gente estava precisando. Estou sentindo dor de cabeça e febre, essa foi uma boa oportunidade pra gente, facilitou muito”, disse o morador da rua Enrico Caruso.

No decorrer da operação para diminuir os impactos da Covid-19 na população do bairro, 453 pessoas receberam os medicamentos para o tratamento da doença em casa e outros 176 usuários tiveram atendimento na farmácia, implantada estrategicamente na escola. Outros 166 testes rápidos foram efetuados em quem chegava no local precisando de atendimento médico de forma espontânea.

PRIMEIRA FASE

O bairro Aponiã tem o maior índice de pessoas infectadas em Porto Velho. Na primeira fase da Campanha Covid Zero, 14 mil pessoas foram abordadas durante o rastreamento de casos suspeitos, nas 46 ruas da comunidade. Das 14 mil, cerca de 400 pessoas apresentaram sintomas da Covid-19.

Para a secretária da Semusa, Eliana Pasini, a ação é um importante mecanismo para evitar o alastramento do vírus para outros bairros. “Aqui (Aponiã) a gente está dando um atendimento especial para que daqui não torne os outros bairros também com altos índices de infecção”.

PARCEIROS
O grupo empresarial “Pensar Rondônia”, por meio do representante, Francisco Holanda, entregou um lote do medicamento ivermectina. A doação atenderá a demanda até o recebimento, de aproximadamente 40 mil comprimidos, adquiridos pela prefeitura.

Na ocasião, o prefeito Hildon Chaves reiterou o compromisso da administração municipal em intensificar o atendimento primário nos casos suspeitos da doença. “Os medicamentos azitromicina, ivermectina, ibuprofeno, oseltamivir (tamiflu) foram adquiridos pela prefeitura e, em casos prescritos, os pacientes receberão os medicamentos para tratamento.

PRÓXIMAS

O monitoramento é uma estratégia na luta contra a Covid-19, e é pioneira em Porto Velho. O bairro Aponiã foi o primeiro bairro a ser atendido em decorrência do alto índice de pessoas contaminadas. Devido a boa efetividade das ações realizadas no Aponiã, a Semusa realizará o mesmo trabalho em outros bairros de forma gradativa, respeitando os critérios epidemiológicos.

Fonte:Comdecom