Indígena acusado de homicídio é preso após 7 anos

 

Edmundo Suruí, acusado de estuprar e assassinar menina de 13 anos
Edmundo Suruí, acusado de estuprar e assassinar menina de 13 anos

Na tarde desta terça-feira o indígena Edmundo Suruí foi preso pela polícia civil de Cacoal. De acordo com o mandato expedido pela justiça. O indígena é acusado de violentar e assassinar a jovem L.S.R de 13 anos. O crime aconteceu no  distrito do Riozinho em junho de 2002, desde então Edmundo estava foragido. No entanto nesta manhã uma denúncia anônima levou a polícia a encontrar o acusado em um comercio nas proximidades da delegacia da polícia Civil (DPC) ,onde o mesmo confessou o crime.

O delegado regional do município, Fernando Oliveira, informou que logo após o fato a polícia já tinha o nome e as características do autor do crime. Conforme relatos do agente da polícia civil, João Netto, que interrogou o acusado, na noite do ocorrido Edmundo estava com alguns amigos bebendo e usando entorpecentes, quando avistou a garota sozinha. “ Ele abordou a menina, a levou para o local onde ele e outros indivíduos estavam,  forçou a vítima a manter relações sexuais com ele. Ele por uma causa torpe estrangulou, dilacerou o pescoço da vítima, arrancou um pedaço de seu seio, e introduziu um pedaço de madeira na genital da mesma. Uma barbaridade!”, conta o agente.

Para o pai de L.R.S, Sandoval Vilela ramos, sua esperança de encontrar o assassino de sua filha nunca acabou e hoje a justiça será feita. “ Ele causou dor a minha esposa, meus outros três filhos e a mim. Agora ele tem que pagar o que deve aqui e com Deus ele deve acertar suas contas mais tarde.” , desabafa.

 

Reportagem : Jessica Frigo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here